Monja Coen Roshi

historia sensei

Monja Coen iniciou seus estudos budistas no Zen Center de Los Angeles – ZCLA. Foi ordenada monja em 1983, no mesmo ano foi para o Japão, onde se dedicou por 12 anos à vida religiosa entre estudos e práticas, dos quais 8 anos no Convento Zen Budista de Nagóia, Aichi Senmon Nisodo e Tokubetsu Nisodo. Participou de vários cursos e programas de formação para monges, tendo se graduado no mestrado da tradição Sotoshu.

Atualmente é missionária oficial da Tradição Sotoshu de Zen Budismo, com sede no Japão.

Retornou ao Brasil em 1995, e liderou as atividades do Templo Bushinji, no Bairro da Liberdade em São Paulo, e sede da Tradição Sotoshu para a América do Sul durante 6 anos. Foi, em 1997, a primeira mulher e primeira pessoa de origem não-japonesa a assumir a presidência da Federação das Seitas Budistas do Brasil, por um ano.

Participa de encontros educacionais, culturais e inter-religiosos, com o objetivo de divulgação do princípio da não-violência e a criação de uma cultura de paz, justiça, cura da Terra e de todos os seres vivos.

Inspira-se na frase de Mahatma Gandhi: “Temos que ser a transformação que queremos no mundo.”

www.monjacoen.com.br