Budismo

A religião budista está centrada nos ensinamentos de Xaquiamuni Buda, que viveu na Índia entre os séculos IV e VI a.C. Buda significa “aquele que despertou”, e o Budismo oferece um caminho para este despertar: aponta para a impermanência de nossa existência e para o inter-relacionamento de todos os seres; ensina a transcendência de nosso ego individual, de nossas paixões e sofrimentos mundanos; promove a sabedoria, a paz e a harmonia entre todos os seres.

Ao longo de seus dois mil e seissentos anos de história, o Budismo expandiu-se e ramificou-se em inúmeras tradições. Está presente em quase todo o Oriente, e desde o início do século passado vem alcançando diversos países ocidentais, sendo atualmente uma das religiões e escolas de pensamento que mais cresce no mundo.

As tradições budistas costumam ser organizadas em dois grandes grupos. A tradição Theravada, ou “Caminho dos Mais Antigos”, é fortemente monástica, e dá importância ao esforço individual dos monges, que buscam a iluminação através de longas e austeras práticas disciplinares e meditativas. A tradição Mahayana, ou “Grande Veículo”, da qual faz parte o Zen Budismo, floresceu a partir do século I a.C., enfatizando menos a busca individual da iluminação e mais a disposição dos praticantes pela salvação de todos os seres. A figura mítica do Bodhisattva reflete este ideal.